Governo federal muda divulgação e deixa dados de covid-19 inconsistentes

234
Imagem microscópica do coronavírus
Imagem microscópica do coronavírus causador da COVID-19. (Foto: C.S. Goldsmith e A. Tamin/CDC)

São Paulo – O governo federal alterou neste fim de semana a forma como são divulgados os casos e óbitos por covid-19 no Brasil, sob a justificativa de trazer um “panorama mais realista” a respeito da doença, mas na prática dificultou o acesso a dados históricos e passou a divulgar números divergentes sobre os casos e mortes no país causadas pelo novo coronavírus.

Antes, em um único site – o painel coronavírus -, o Ministério da Saúde publicava dados sobre os casos de coronavírus e mortes provocadas pela doença, tanto em termos acumulados quanto em termos diários, além de outras informações relevantes, como o número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que serviam como indicador sobre o potencial de casos de covid-19 ainda não diagnosticados.

Agora, o mesmo site só exibe os números de recuperados da doença, de casos confirmados e de mortes provocadas pelo novo coronavírus em uma data específica, o que dificulta a compreensão de como a pandemia está evoluindo no Brasil.

O histórico dos dados passou a ser divulgado em outros canais. Um deles é a plataforma de dados abertos do DataSUS, que apresenta os números brutos da evolução da pandemia, sem o tratamento gráfico que o painel coronavírus oferecia e que permitia uma compreensão rápida do quadro da covid-19 no Brasil.

Sob os dados compilados no DataSUS, o Brasil registrava até ontem 691.758 casos confirmados de covid-19. Na semana encerrada no dia 6, foram 174.406 novos casos, ou 15,5% a mais que na semana anterior, quando houve aumento de 32,2% nas novas ocorrências, a 151.042 casos. O número total de mortes provocadas pela covid-19 no Brasil, segundo o DataSUS, atingiu 36.455 ontem – sendo 525 delas anunciadas neste domingo.

 

Uma outra plataforma do governo mostra números diferentes. Os dados desta plataforma – um repositório de imagens que mostra o número de casos no Brasil por dia – indica que no domingo havia 685.427 pessoas que já foram contaminadas pelo vírus por aqui, e que o número de mortes provocadas pela covid-19 era de 37.312.

Em nota, o Ministério da Saúde disse que deve lançar uma nova plataforma de dados nesta semana com “dados epidemiológicos, estatísticos e fidedignos, com base em números reais e transparentes e atualização periódica.”

Também disse que no sábado o sistema de notificação de casos ficou fora do ar por causa de “várias tentativas de invasão ao ambiente do DataSUS” e que isso obrigou o governo a “tomar algumas providências para ampliar os perímetros de segurança. Infelizmente, estes ajustes impactaram na interface que estava funcionando”, acrescentou.

“O Ministério da Saúde reitera que a disponibilidade dos dados das notificações não foram impactadas e continuam à disposição da população, dos órgãos de controles e da academia. A compilação desses dados é fundamental para o enfrentamento desta pandemia”, acrescentou.