Governo do Líbano cede à pressão e renuncia após explosão em Beirute

121
Foto: H Assaf / freeimages.com

São Paulo – O Ministro da Saúde libanês, Hamad Hassan, confirmou que o gabinete renunciou em meio a uma pressão crescente após a devastadora explosão do porto de Beirute ocorrida na terça-feira passada. As informações são da agência de notícias “Sputnik”.

“Sim, o governo renunciou”, disse Hassan a repórteres ao sair da reunião de gabinete.

A explosão no porto de Beirute – que deixou dezenas de mortes e milhares de feridos – é o auge de crises que destacaram o fracasso do governo em enfrentar os desafios mais urgentes do Líbano como uma crise econômica, cortes de energia e disseminação da fome.

No fim de semana, milhares de manifestantes invadiram o centro de Beirute, marchando sobre prédios do governo e assumindo o controle de uma série de ministérios, incluindo o Ministério das Relações Exteriores, antes que as forças de segurança retomassem os edifícios.