FDA recomenda pausa na vacina contra covid-19 da Johnson & Johnson nos EUA

Foto: Johnson & Johnson

São Paulo – A Food and Drug Administration (FDA, correspondente à Anvisa no Brasil) recomendou a suspensão no uso da vacina contra covid-19 feita pela Johnson & Johnson após relatos de casos “graves e raros de coagulação sanguínea” ocorridos após a administração das doses.

“Hoje, a FDA e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) emitiram uma declaração sobre a vacina contra covid-19 da Johnson & Johnson. Estamos recomendando uma pausa no uso desta vacina por muita cautela”, afirmou o órgão em seu perfil no Twitter.

“CDC e a FDA estão revisando dados envolvendo 6 casos relatados nos Estados Unidos de um tipo raro e grave de coágulo sanguíneo em indivíduos após receber a vacina. No momento, esses eventos adversos parecem ser extremamente raros”, continuou.

Segundo a FDA, até o dia de hoje, mais de 6,8 milhões de doses da vacina foram aplicadas no país.

A administração explicou que o tratamento do coágulo observado é diferente do tratamento que normalmente pode ser administrado.

“O CDC irá convocar uma reunião do Comitê Consultivo em Práticas de Imunização (ACIP) na quarta-feira para revisar esses casos e avaliar sua importância potencial. O FDA revisará essa análise, pois também investiga esses casos”, informou.

“Até que o processo seja concluído, recomendamos esta pausa. Isso é importante para garantir que a comunidade de profissionais de saúde esteja ciente do potencial para esses eventos adversos e possa planejar devido ao tratamento exclusivo necessário para este tipo de coágulo sanguíneo”, concluiu.