CSN e Gerdau aumentarão preços, segundo fonte; ações sobem

(Foto: Freeimages/Daniel Vazquez)

São Paulo – A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a Gerdau aumentarão os preços dos seus produtos a partir de abril, segundo uma fonte do setor de distribuição de aço.

A CSN já avisou a clientes que os aumentos serão entre 10% e 15%, já a Gerdau deve elevar preços em 8%. A expectativa, de acordo com a fonte, é que a Usiminas e outras siderúrgicas possam acompanhar o movimento.

As altas acontecerão em meio a uma pressão do câmbio e de preços de matérias-primas do aço no mercado internacional, como do minério de ferro, já que a demanda está se recuperando. Dessa forma, há espaço para reajustes quando se compara o preço local com o preço do aço importado.

O dólar passou a ser negociado na faixa de R$ 5,60 recentemente. Às 13h48 (horário de Brasília), o dólar comercial estava em R$ 5,5750 na venda, com queda de 1,11.

As ações do setor reagem positivamente às notícias dos aumentos de preços e estão entre as maiores altas do Ibovespa. Os papéis da CSN (CSNA3) tinham alta de 3,73%, a R$ 37,18, enquanto os da Usiminas (USIM5) avançavam 7,61%, a R$ 18,38. Já as ações da Gerdau (GGBR4) tinham alta de 0,52%, a R$ 28,65.