Credit Suisse eleva preço-alvo e reitera compra da Itaúsa

São Paulo – O Credit Suisse elevou o preço-alvo das ações da Itaúsa de R$ 12,30 para R$ 14,50 e reiterou a recomendação “outperform” (equivalente à compra), em relatório divulgado hoje.

Para justificar a mudança no preço-alvo, o Credit Suisse explica que revisou seu modelo de lucros para incoporar as recentes aquisições da Itaúsa, os novos financimentos de dívida, as previsões de lucros mais recentes para o Itaú Unibanco.

Na avaliação dos analistas do banco, a Itaúsa oferece um potencial de valorização atraente e deve ter o Itaú Unibanco, seu controlador, como impulsionador de lucros, além da Duratex e Alpargatas.

“Acreditamos que a Itaúsa continua sendo uma proposta atraente e um bom veículo de investimento alternativo para aproveitar as sólidas perspectivas do caso de investimento do Itaú Unibanco”, disseram os analistas do banco.