Construção de moradias nos EUA cai 10,3% em fevereiro ante janeiro

Foto: Eziz Charyyev / Pexels

São Paulo — As construções de moradias nos Estados Unidos caíram 10,3% em fevereiro ante janeiro, para 1,421 milhão de unidades, pela taxa anualizada, ante 1,567 milhão de unidades (dados revisados) no mês anterior, informou o Departamento de Comércio do país.

Na comparação com fevereiro de 2020 houve baixa de 9,3%. O mercado previa queda de 2,5% na construção de moradias em fevereiro em base mensal, depois das 1,580 milhão de unidades originalmente reportadas para janeiro.

Considerando apenas os imóveis residenciais simples, que têm somente uma unidade, as construções somaram 1,040 milhão em pela fevereiro taxa anualizada, caindo 8,5% em relação a janeiro, quando a taxa foi de 1,136 milhão (dado revisado). A construção de prédios que brigam cinco ou mais unidades de moradia atingiu uma taxa anualizada de 372 mil, queda de 14,5% ante janeiro.

As permissões para novas construções, um indicativo da atividade do setor nos próximos meses, somaram 1,682 milhão de unidades em fevereiro, uma redução de 10,8% na comparação com janeiro, quando atingiram 1,886 milhão de unidades, já descontados os fatores sazonais. Na comparação com fevereiro de 2020, houve alta de 17,0%.

As permissões para construções de residências simples somaram 1,143 milhão, pela taxa anualizada, queda de 10% ante fevereiro. Já as permissões para construções com cinco ou mais unidades atingiram a taxa anualizada de 495 mil em janeiro, queda de 11,6% ante fevereiro.