Confiança do empresário cai pelo segundo mês seguido, diz CNI

130

Brasília – A confiança do empresário industrial teve sua segunda queda consecutiva em fevereiro caindo de 60,9 pontos em janeiro
para 59,5 em fevereiro, de acordo com dados divulgados pela Confederação Nacional da Indústria.

Segundo a CNI, “apesar da queda – a segunda consecutiva – o índice continua apontando que os empresários da indústria seguem confiantes. O ICEI recuou 3,6 pontos nos últimos dois meses, mas continua acima não só da linha divisória de 50 pontos, que separa confiança de falta de confiança, como também de sua média histórica, de 53,8 pontos”.

A pesquisa avalia a queda como consequência de uma avaliação menos positiva das condições correntes de negócio. “O Indice de Condições Atuais, registrou queda de 3,5 pontos e ficou em 53,2 pontos. Ou seja, indica que a percepção do estado atual da economia brasileira e das empresas é de melhora na comparação com os últimos seis meses, mas essa visão já foi mais
forte e disseminada entre os empresários”.

O ICEI varia de 0 a 100 pontos e valores acima de 50 pontos indicam que os empresários estão confiantes. Quanto mais distante dos 50 pontos, maior e mais disseminada pelo setor é a confiança.

Foram consultadas 1.336 empresas, sendo 549 de pequeno porte, 497 de médio porte e 290 de grande porte. O período de coleta foi 1 a 5 de fevereiro de 2021.