BCE deve implementar euro digital nos próximos quatro anos

135
Foto: União Europeia (UE)

São Paulo, 10 de fevereiro de 2021 – O euro digital deve ser implementado
nos próximos quatro anos, e não vai substituir os meios de pagamento
existentes, disse a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine
Lagarde, ao participar de um webinar provido pela “The Economist”.

Segundo ela, o Banco do Povo da China (Pboc, o banco central do país),
pioneiro no uso de moedas digitais, começou o processo há cerca de seis anos e
ele ainda não está concluído. “Vamos aprender” com a experiência chinesa,
disse.

Lagarde afirmou ainda que antes da implementação é preciso garantir a
segurança do euro digital, que será mais rápido e mais barato que outros
meios de pagamento. Ela citou que está crescendo a demanda por pagamentos
digitais, e que o euro digital “não vai substituir meios de pagamentos
existentes. As notas de euros vão continuar a existir”.

Ao ser questionada sobre o investimento da empresa norte-americana Tesla,
que comprou esta semana US$ 1,5 bilhão em bitcoins, Lagarde disse que não se
trata de uma moeda digital, e sim de um ativo digital, ou criptoativo, e que
“está fora de questão” o BCE investir em bitcoins.