Comissão Europeia cria regulamento de controle de exportação de vacinas

Foto: União Europeia (UE)

São Paulo — A Comissão Europeia anunciou um novo regulamento para controlar a exportação de vacinas contra o coronavírus fabricadas na União Europeia, como forma de evitar que empresas com as quais tenha feito acordos de pré-compra mandem doses para outros países antes de direcioná-las para o bloco.

“Esta é uma corrida contra o relógio, não podemos perder tempo porque as vacinas não estão sendo entregues no cronograma combinado”, disse o comissário de comércio da UE, Valdis Dombrovskis, em conferência de imprensa.

“Para fazer isso, precisamos garantir que todos os acordos de compra antecipada de vacinas feitas pela UE sejam honrados. Pagamos essas empresas para aumentar a produção e agora esperamos que façam seu trabalho.”

Ele insistiu que os controles de exportação não estavam sendo direcionados contra um país específico, e que havia uma longa lista de países isentos das medidas.

As medidas estarão em vigor até o final de março, ele acrescentou, e os países isentos incluem Suíça, países ao leste e ao sul da UE, os Balcãs e os mais de 90 países no esquema COVAX.