Com chuvas abaixo da média, carga do SIN deve cair

359
Foto divulgação: Agência Brasil

São Paulo – A carga de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) deve cair 0,7% em janeiro, totalizando 72.602 megawatts (MW) médios, na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

No período, as chuvas sobre os reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste deverão ficar em 70% da média de longo termo (MLT). No Sul, a projeção para as chuvas ficou em 53% da média, enquanto na região Norte a expectativa é alcançar 66% da MLT e no Nordeste as afluências devem alcançar a média de 38%.

A estimativa do ONS é que os reservatórios das hidrelétricas no Sudeste, que concentram a maior capacidade de armazenamento no País, terminem o mês de janeiro com nível de 23,1%, enquanto o Sul tem nível previsto em 27,4%. Os reservatórios do Norte devem fechar o período com 23,0% da capacidade e o Nordeste com estimativa de 39,9%.

O Custo Marginal de Operação (CMO) registrou alta de 33% em todos os submercados, passando de 263,04 para R$ 349,15 por megawatt-hora (MWh) nos subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e no Sul, enquanto no Norte e Nordeste foi fixado em R$ 348,54 por MWh. Esses valores servem de base para a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) calcular o Preço de Liquidação das Diferenças (PLD).

Além disso, o Operador afirmou ainda que para a semana de 18 a 24 de janeiro houve a importação de energia do Uruguai, por meio das conversoras Rivera e Melo, em consonância com oferta de energia declarada pela Eletrobras e pela Enel.