China reconhece vitória de Joe Biden por vitória em eleições nos EUA

230
Foto: Casa Branca

São Paulo, 13 de novembro de 2020 – A China reconheceu a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, ainda que de forma cautelosa, uma semana após Biden e sua vice, Kamala Harris, declararem que obtiveram os votos necessário no Colégio Eleitoral.

“Temos acompanhado a reação da comunidade doméstica e internacional dos Estados Unidos a esta eleição presidencial. Respeitamos as escolhas do povo norte-americano. Parabenizamos Biden e Harris”, disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Wang Wenbin.

“Ao mesmo tempo, entendemos que o resultado das eleições gerais dos Estados Unidos será determinado de acordo com as leis e procedimentos dos Estados Unidos”, acrescentou o porta-voz.

Biden foi eleito presidente dos Estados Unidos no sábado, ao conquistar 290 votos no Colégio Eleitoral, acima dos 270 necessários para a vitória, enquanto o atual presidente Donald Trump obteve 214, segundo dados da Associated Press (AP).

Logo após a vitória de Biden, diversos líderes mundiais parabenizaram o democrata, como a chanceler da Alemanha Angela Merkel; o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

Trump ainda não admitiu a derrota, e seus advogados entraram com processos judiciais em diferentes estados que relataram resultados apertados, como a Pensilvânia, alegando fraudes, mesmo sem evidências disso.

As urnas ainda estão sendo apuradas nos estados norte-americanos da Geórgia, onde Biden lidera por 0,3 ponto percentual (pp), segundo a AP, e na Carolina do Norte, onde Trump lidera por 1,3 pp.