Casos de covid-19 sobem na Europa e países ampliam medidas restritivas

Foto: União Europeia (UE)

São Paul – O número de infecções por covid-19 segue aumentando na Europa, de acordo com dados dos governos nacionais, levando ao aperto de medidas restritivas para conter a pandemia. A França superou o Reino Unido e é o país europeu com mais casos da doença.

A França reportou 4.313.073 casos, alta de 14.678 em um dia, enquanto os óbitos por covid-19 no país aumentaram em 287 em 24 horas, para um total de 92.908, segundo o governo do país.

Partes do país estão novamente sob bloqueio parcial, com a reintrodução de medidas de contenção no final de semana passado, por um mês, em Paris e outras 15 regiões francesas. O número crescente de casos é em grande parte atribuído a novas variantes de coronavírus.

No Reino Unido, por sua vez, os casos somam 4.307.304, avanço de 5.379 em um dia, segundo o governo britânico. As mortes subiram em 112 em 24 horas, para 126.284.

Na Alemanha, as contaminações por covid-19 somam 2.674.710, uma alta de 7.485 em um dia, de acordo com dados do Instituto Robert Koch, agência responsável pelo controle e prevenção de doenças no país. As mortes provocadas pela doença subiram em 250 em 24 horas, para 74.964.

O país vai redobrar e apertar suas restrições à vida pública e à atividade econômica entre os dias primeiro e seis de abril, prolongando os feriados da Semana Santa.

A chanceler alemã Angela Merkel e os chefes de governo dos 16 estados reverteram o alívio de restrições devido à evolução negativa da covid-19 com o chamado “freio de emergência”. Eles também concordaram em estender todas as medidas contra a pandemia até o dia 18 de abril.

Já a Itália registrou 105.879 mortes pela doença, um avanço de 551 em 24 horas. Já os casos avançaram em 18.765 em um dia, para um total de 3.419.616 infecções.

A Espanha, por sua vez, relatou um total de 3.234.319 contaminações, um avanço de 2.941 em 24 horas, segundo o Ministério de Saúde do país. As mortes somam 73.744, uma alta de 337 considerando os últimos sete dias.