Butantan pede uso emergencial de vacina contra covid à Anvisa

201
Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – O Instituto Butantan enviou o pedido de uso emergencial da CoronaVac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pela instituição e pela Sinovac, à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), afirmou o governador paulista João Doria em sua conta no Twitter. O pedido era esperado.

“O Instituto Butantan enviou à Anvisa nesta manhã o pedido de autorização de uso emergencial da Vacina do Butantan contra a covid-19. A Anvisa fará a análise do uso emergencial em até 10 dias”, disse Doria.

A Anvisa confirmou o recebimento do pedido de uso emergencial da vacina e disse em nota que iniciou a triagem dos documentos presentes na solicitação e da proposta de uso emergencial.

“As primeiras 24h serão utilizadas para fazer uma triagem do processo e checar se os documentos necessários estão disponíveis. Se houver informação importante faltando, a Anvisa pode solicitar as informações adicionais ao laboratório”, disse a Anvisa, acrescentando que o prazo de 10 dias só passa a ser contado uma vez que todos os documentos técnicos necessários estejam nas mãos da agência.

“A meta da Anvisa é fazer a análise do uso emergencial em até 10 dias, descontando eventual tempo que o processo possa ficar pendente de informações, a serem apresentadas pelo laboratório”, acrescentou.