Biden alerta para custos de vacina e pede que Senado aprove auxílio

160
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, e sua vice na chapa, Kamala Harris / Foto: Campanha Joe Biden

São Paulo — O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que tomará publicamente a vacina contra a covid-19 para dar segurança sobre sua eficácia ao povo norte-americano, mas alertou que a distribuição da injeção deve custar caro.

Biden também pediu que o Senado aprovasse rapidamente um pacote de auxílio em vista dos possíveis gastos estaduais que a vacinação deve trazer e as dificuldades econômicas que o povo norte-americano vem passando.

“Quando Dr. Fauci dizer que temos uma vacina segura, é nesse momento que me colocarei diante do público e anunciarei isso”, disse Biden em entrevista è rede de televisão “CNN”.

“É importante comunicar ao povo norte-americano que é seguro, seguro fazer isso”.
O presidente eleito disse que já está claro para ele em suas conversas com governadores de todo o país, bem como com 50 prefeitos democratas e republicanos, que eles vão precisar de uma quantia significativa de dinheiro para levar a vacina aonde é necessária.

“Uma coisa é fazer com que a vacina seja entregue e outra é fazer com que a vacina passe da caixa para o braço de alguém. Essa é a parte realmente complicada”, disse Biden, observando que governadores e prefeitos lhe disseram que precisam de muito mais assistência financeira para entregar a vacina, o que ele descreveu como “uma proposta incrivelmente cara”.

“É por isso que continuamos esperando que o Senado faça algo e responda à necessidade imediata de fornecer dinheiro. Mas vamos precisar de muito mais” uma vez no cargo, disse Biden.

“Vai custar literalmente bilhões de dólares para fazer isso. Podemos manter as escolas abertas. Podemos manter as empresas abertas. Mas você tem que conseguir distribuir a vacina”.

O presidente eleito observou que o governo do atual presidente Donald Trump tem estado “cooperando conosco ultimamente” e informando-os sobre os planos de como vão entregar a vacina, mas disse: “Não há nenhuma ajuda saindo de lá”.

“Veja todas as empresas que estão sendo tão prejudicadas”, disse ele. “Não há dinheiro para ajudá-los. Na época do Natal, milhões de pessoas verão o seguro-desemprego acabar. Portanto, há uma série de coisas que precisam ser feitas.”

Biden considerou a estrutura de US$ 900 bilhões para um pacote de ajuda do Congresso proposto por um grupo bipartidário de membros “um bom começo”, mas disse que mais ajuda seria necessária e pediu aos membros que se concentrem no que os norte-americanos mais precisam.

“O que é necessário imediatamente é alívio para as pessoas em seus auxílio desemprego; alívio para as pessoas que serão expulsas de seus apartamentos depois do Natal porque não podem mais pagar o aluguel; alívio no pagamento da hipoteca; alívio em todas as coisas que constam do projeto original que a Câmara aprovou”, disse Biden. “As pessoas estão realmente sofrendo. Elas estão morrendo de medo.”