BC prevê agravamento da contração na Alemanha no segundo trimestre

331

São Paulo – A economia da Alemanha será ainda mais afetada pela pandemia do novo coronavírus no segundo trimestre deste ano, depois de encolher 2,2% no primeiro trimestre ante os três meses anteriores, de acordo com relatório mensal do banco central do país, o Bundesbank.

“O desempenho econômico geral no segundo trimestre será consideravelmente menor do que em primeiro trimestre”, diz o relatório, citando que restrições seguem em vigor, apesar do afrouxamento de algumas medidas que tem sido implementado desde abril.

“A produção econômica alemã no primeiro trimestre de 2020 foi afetada devido à pandemia do novo coronavírus e às medidas tomadas para contê-lo”, segundo o Bundesbank.

O relatório diz ainda que o setor de serviços foi amplamente afetado, e algumas empresas tiveram que encerrar ou restringir severamente seus negócios. Isso inclui o setor de hospitalidade, prestadores de serviços de viagens, e outros serviços relacionados à cultura e transporte de passageiros.

“Portanto, é provável que os gastos do consumidor privado diminuam significativamente”. Além disso, as restrições domésticas também afetaram a produção e as vendas da indústria, com menor demanda do exterior e interrupções na oferta global e nas cadeias de valor. Por outro lado, a construção permaneceu em expansão.