Alemanha e França vão liderar resposta da UE à crise, diz Merkel

158
A chanceler alemã, Angela Merkel / Foto: BCE

São Paulo – A Alemanha e a França liderarão juntas a resposta da União Europeia (UE) à crise econômica sem precedentes nos próximos meses, disse a chanceler alemã, Angela Merkel, em coletiva de imprensa conjunta com o presidente da França, Emmanuel Macron.

“Vivemos tempos difíceis. A última vez que nos encontramos foi em circunstâncias previsíveis e fáceis em comparação com os desafios que estamos enfrentando agora. Por um lado, é a pandemia per se, por outro lado desafios econômicos como os quais não vemos há décadas, se é que vimos alguma vez”, disse ela ontem, após o encontro no castelo Meseberg, perto de Berlim.

A Alemanha e a França querem agir juntas nos próximos meses para trazer para casa a ideia de que “a Europa é o nosso futuro”, disse Merkel. Ela citou o objetivo de neutralidade climática do bloco, a digitalização e seu relacionamento com a China, África e Américas como alguns dos principais objetivos.

A Alemanha assume a presidência rotativa da UE na quarta-feira. Merkel disse que a Alemanha e a França concordaram em se apoiar e “enfrentar esse desafio juntos”.

“As expectativas são altas. Sabemos, é claro, que quando a Alemanha e a França estão unidas, isso não significa necessariamente que a Europa está unida. Mas quando a Alemanha e a França não se vêem, não é um bom sinal para a unidade da Europa”, observou.

Esta unidade será posta à prova nos dias 17 e 18 de julho, quando 27 líderes da UE se reunirem em Bruxelas para sua primeira cúpula presencial para discutir o ambicioso fundo de recuperação do novo coronavírus de 750 bilhões de euros.