China ameaça adotar medidas contra os Estados Unidos por Hong Kong

148

São Paulo – A China vai adotar medidas de retaliação contra os Estados Unidos caso o país implemente sanções devido à aprovação por Pequim da lei de segurança nacional em Hong Kong, segundo o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Zhao Lijian.

“As tentativas dos Estados Unidos de obstruir o avanço da China da legislação de segurança nacional de Hong Kong através de ameaças de sanções nunca serão bem-sucedidas”, de acordo com o porta-voz, em coletiva regular de imprensa.

“Em resposta às ações erradas dos Estados Unidos, a China tomará as medidas necessárias e salvaguardará firmemente seus próprios interesses nacionais”, disse. Ele destacou que a questão de Hong Kong “é puramente assuntos internos da China e nenhum país estrangeiro tem o direito de interferir”.

Mais cedo, membros seniores do Congresso Nacional do Povo da China aprovaram por unanimidade a lei de segurança nacional em Hong Kong, que visa impedir e punir atividades subversivas, secessionistas e terroristas em Hong Kong, bem como conluio com forças estrangeiras.

Na coletiva de imprensa, o porta-voz foi questionado sobre a declaração do governo norte-americano de ontem de que, devido aos avanços na implementação da lei em Hong Kong, os Estados Unidos encerrarão exportações de equipamentos de defesa fabricados no país para a China e para Hong Kong.

“Os Estados Unidos são forçados a tomar essa ação para proteger a segurança nacional”, segundo o Departamento de Estado norte-americano, em comunicado. “Não podemos mais distinguir entre a exportação de itens controlados para Hong Kong ou para a China continental”.