Vacinas são 94% eficazes contra hospitalização de idosos, diz CDC

Foto: BioNTech

São Paulo – As vacinas contra covid-19 da Pfizer em conjunto com a BioNTech e da Moderna são 94% eficazes na prevenção de hospitalizações entre adultos totalmente vacinados com 65 anos ou mais, afirma um estudo publicado pelo Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês).

“Esta avaliação realizada no país em condições do mundo real sugere que a vacinação forneceu proteção contra a hospitalização associada a covid-19 entre adultos com idade igual ou superior a 65 anos”, escreveu o CDC em comunicado. “A vacinação é uma ferramenta crítica para reduzir a doença em sua forma mais grave em grupos de alto risco.”

Apesar da necessidade de duas doses, o estudo também mostra que elas são 64% eficazes contra hospitalizações em idosos para aqueles que tomaram apenas uma injeção.

“Os resultados são promissores para nossas comunidades e hospitais”, disse a diretora do CDC, Rochelle Walensky. “À medida que nossos esforços de vacinação continuam a se expandir, os pacientes com covid-19 não sobrecarregarão os sistemas de saúde – deixando a equipe do hospital, leitos e serviços disponíveis para as pessoas que precisam deles para outras condições médicas.”

O estudo avaliou 417 adultos hospitalizados em 14 estados de janeiro a março. A agência norte-americana disse que as descobertas foram consistentes com as encontradas em testes clínicos.

Autoridades de saúde haviam dito anteriormente que as hospitalizações por covid-19 entre mais velhos, que estão sob maior risco de doenças graves, diminuíram desde que as vacinas foram disponibilizadas nos Estados Unidos no ano passado.

Até terça-feira, mais de 81% dos adultos norte-americanos com 65 anos ou mais receberam pelo menos uma dose da vacina Covid-19, de acordo com dados compilados pelo CDC. Mais de 67% dos adultos norte-americanos com 65 anos ou mais estão totalmente vacinados, de acordo com o CDC.