Suzano compra terras do BTG Pactual no Mato Grosso do Sul por R$ 1,8 bilhão e eleva capex

302

São Paulo – A Suzano celebrou, no sábado (23), contratos de compra e venda da totalidade da participação societária das empresas Timber VII SPE S.A. e Timber XX SPE S.A., sob gestão do BTG Pactual Timberland Investment Group, LLC, por R$ 1,8 bilhão, a ser pago à vista na data do fechamento da operação, estimada para realizar-se em 2024.

As companhias-alvo são detentoras de aproximadamente 70.000 hectares de terras no estado do Mato Grosso do Sul, na região de abrangência das operações da Suzano, dos quais 50.000 hectares são úteis, tendo em parte delas plantios de eucalipto em idades variadas.

O preço será convertido para dólar no caso do fechamento ocorrer após o dia 31 de março de 2024. O acordo também prevê que o preço de aquisição poderá ser ajustado para refletir a posição das companhias-alvo na data de fechamento, no que se referem aos aspectos econômicos e operacionais usuais neste tipo de operação.

A operação está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e demais condições precedentes habituais deste tipo de transação.

Segundo a Suzano, “a operação está alinhada a sua estratégia de criar opcionalidade em seu negócio e ampliar a sua autossuficiência no suprimento de madeira”.

A Suzano elevou o investimento de capital relativo ao exercício de 2024 de R$ 14,6 bilhões para R$ 16,5 bilhões, para refletir o investimento na aquisição de ativos imobiliários e florestais no estado do Mato Grosso do Sul, no valor total de R$ 1,8 bilhão, anunciada em 23 de dezembro.

A operação aumentou o investimento da companhia relativo à “Terras e Florestas”, que na previsão anterior era de R$ 1,4 bilhão, para R$ 3,3 bilhões.