Santander fará provisionamento adicional de R$ 3,2 bilhões em 2021

113
Foto divulgação: Banco Santander

São Paulo – O presidente do Santander, Sergio Rial, disse que o banco terá um provisionamento adicional de R$ 3,2 bilhões em 2021após não usar o valor no ano passado.

“Nós fomos o banco que não tinha feito provisionamento no primeiro trimestre de 2020 e a pandemia já era uma realidade. Minha resposta naquele momento foi de que acho importante provisionar fazendo, pelo menos, alguns testes em termos de modelagem e daquilo que a gente acredita que poderia ser pós-pandemia”, explicou Rial.

O presidente do banco também disse que hoje enxerga uma maior demanda na comparação com o quarto trimestre de 2020, ressalta que as atividades estão sendo retomadas, mas que ainda é difícil prever algo com o início da vacinação.

“Existe uma maior demanda do que existia no quatro trimestre. A gente volta a ver as pessoas no sentindo de necessitar de mais capital de giro. A atividade num todo está retomando. É difícil prever a extensão dessa onda, por quanto tempo ela se prolonga e qual a velocidade da própria vacinação. Existe implicações maiores da nova vertente de vírus encontrada em Manaus”, explicou.

Para 2021, Rial projeta um primeiro semestre parecido com 2020, mas destaque que o avanço da vacinação trará melhorias para a economia já no segundo semestre.

“Minha percepção é de que o primeiro semestre se caracteriza muito como foi o ano de 2020, de certa forma com as mesmas variáveis e dificuldades. o segundo semestre começa a ser diferente, onde a vacinação terá uma maior penetração. A gente vai ter um ano caracterizado por um primeiro semestre mais parecido com 2020 e 2021 já sendo um precursor de um 2022 melhor”, finalizou.