Rui Costa diz que governo fará mudanças nos conselhos de outras estatais, além da Petrobras

184
O futuro ministro da Casa Civil, Rui Costa, durante anúncio de ministros no CCBB Brasília.

São Paulo – O ministro da Casa Civil, Rui Costa, afirmou nesta terça-feira (12) que o governo fará mudanças nos conselhos de outras estatais, além da Petrobras, para “oxigenar” esses órgãos. O ministro não informou quais empresas terão mudanças. As declarações foram dadas a jornalistas nesta terça-feira, depois da cerimônia de anúncio de novos institutos federais no país, no Palácio do Planalto, e após a reunião de ontem entre o presidente Lula e outros ministros com o presidente da Petrobras.

“Esse rodízio nós vamos fazer em outros lugares, rodízio de pessoas de um conselho para outro. Até para oxigenar os conselhos das estatais a gente vai fazer com algumas pessoas esse rodízio. Não é exclusivo da Petrobras, nós haveremos de fazer esse rodízio em outros conselhos também”, afirmou o ministro.

Após a reunião sobre a Petrobras, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu que o Ministério da Fazenda ocupará uma das seis cadeiras que o governo tem, como principal acionista, no conselho da Petrobras. De acordo com a “Globonews”, o secretário-executivo-adjunto da pasta, Rafael Dubeux, deverá ser indicado nos próximos dias e, se aprovado em definitivo, deve substituir o engenheiro Sérgio Rezende no Conselho de Administração da Petrobras. Ele ocupa, desde abril de 2023, uma das seis cadeiras a que o governo tem direito como acionista majoritário.

DIVIDENDOS

Em relação à distribuição de dividendos extraordinários da Petrobras, Rui Costa disse que a decisão cabe à própria companhia e atribuiu a queda das ações a um “movimento especulativo” do mercado financeiro para derrubar as ações da companhia.

“Esse movimento é para iludir algumas pessoas para vender ação, valorizar embaixo e outros compram. Então ontem mesmo estava uma forte subida [na Bolsa]. Quase uma linha reta subindo. É porque esse é um movimento especulativo. E o governo errou o quê?”, disse.

Para o chefe da Casa Civil, o governo cumpriu a legislação e seguiu as regras de governança da Petrobras.

“Houve previsibilidade, as regras foram cumpridas, está tudo dentro do estatuto da empresa. É sempre o que o mercado solicita. As regras foram cumpridas? Onde está o problema?”

REUNIÃO COM EX-GOVERNADORES

Rui Costa disse que a reunião entre o presidente Lula e ministros no Palácio da Alvorada foi “uma reunião de amigos” e que o presidente tem feito reuniões “frequentemente, para conversar” e ontem, “coincidentemente, eram ex-governadores”. Ele negou que o tema da reunião tenha sido as eleições municipais. “O presidente não pode conversar com seus ministros e com o líder do Senado, gente?”, disse Costa.