‘Retrocesso de 150 anos’, diz Biden ao comentar decisão da Suprema Corte sobre aborto

611
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden / Foto: Casa Branca

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez um pronunciamento na Casa Branca no início da tarde depois que a Suprema Corte do país derrubou a lei Roe v. Wade, uma decisão que elimina o direito constitucional ao aborto após quase 50 anos em vigor, ao que, para Biden, é um retrocesso de mais de 150 anos nos direitos para as mulheres.

“É cruel que leis estudais possam acabar criminalizando o aborto. Vão voltar a 1830, mais de 150 de regressão de direitos das mulheres”, disse Biden em discurso.

Biden também falou sobre a decisão que deve levar a quase metade dos Estados americanos a proibir ou restringir severamente o procedimento médico.

“Eu acredito que a decisão no caso Roe x Wade era correta, como uma questão de direito constitucional e aplicação do direito fundamental à privacidade e liberdade e questões de autonomia familiar e pessoal”, afirmou Biden. “Essa mudança [na lei] não significa que a luta acabou”, completou o presidente.

Em uma decisão de 5 votos contra 4, a mais alta corte do país rejeitou a decisão Roe x Wade, a lei que estabeleceu o direito constitucional ao aborto nos Estados Unidos em 1973.

Um vazamento precoce e sem precedentes de um rascunho do parecer da maioria da Suprema Corte em maio gerou ondas de protestos por todo o país e galvanizou ativistas de ambos os lados do debate. O vazamento também alertou a mais alta corte do país, que imediatamente abriu uma investigação para encontrar a fonte do vazamento.