Reservas provadas da 3R Petroleum crescem 3,6% em 2024

134
Campo de exploração de petróleo | Foto: Jan Zakelj/Pexels

São Paulo, SP – A 3R Petroleum divulgou hoje o Relatório de Certificação de Reservas 2024, elaborado pela consultoria especializada independente DeGolyer and MacNaughton, referente aos ativos que compõem o seu portfólio.

Segundo o comunicado, as reservas provadas (1P) cresceram 3,6% em comparação a 2023, passando de 367 milhões de barris de óleo equivalente (boe) para 379 milhões em 2024. As reservas provadas e prováveis passaram de 516 milhões de boe em 2023 para 530 milhões de barris em 2024.

“Considerando o portfólio consolidado, a 3R passa a dispor de 530 milhões de barris óleo
equivalente (boe) de reservas provadas mais prováveis (2P), dos quais 379 milhões de boe (ou 71%) são reservas provadas (1P) e ainda 27% das reservas 2P (ou 144 milhões de boe) são classificadas como reservas provadas desenvolvidas em produção (PDP). Do total de reservas 2P, 89% são reservas de óleo e 11% representam reservas de gás natural”, detalhou o comunicado.

Adicionalmente, a companhia destacou que os volumes certificados relativos à Malombe, que compõe o Polo Peroá, foram classificados como recursos contingentes (13 MMboe de 2C), condicionados apenas à declaração de comercialidade do ativo perante a ANP.

O valor presente líquido, calculado à taxa de desconto de 10% ao ano (VPL 10), estimado para o portfólio upstream (exploração e produção de óleo gás natural) é de US$ 4,64 bilhões e US$ 6,37 bilhões para as reservas 1P e 2P, respectivamente. Este montante não considera o portfólio de mid & downstream (logística, processamento, refino e venda de derivados) detido pela Companhia na Bacia Potiguar.