Remdesivir é primeiro medicamento aprovado nos EUA para tratamento da covid-19

223
Edifício da Food and Drug Administration dos Estados Unidos (FDA, equivalente a Anvisa no Brasil) / Foto: FDA

São Paulo – A Food and Drug Administration (FDA, equivalente a Anvisa no Brasil) aprovou o uso do remdesivir, medicamento fabricado pela norte-americana Gilead Sciences, para o tratamento de pessoas que precisam ser hospitalizadas pela covid-19, de acordo com comunicado da empresa.

Agora, o remdesivir é o primeiro e único tratamento totalmente aprovado nos Estados Unidos para a covid-19, doença que já infectou mais de 8,3 milhões de pessoas no país e matou 222 mil, de acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.

O medicamento, conhecido comercialmente como Veklury, já havia sido aprovado em maio pela FDA para uso emergencial no tratamento de pessoas com o novo coronavírus. O medicamento intravenoso foi usado para tratar o presidente norte-americano, Donald Trump, que testou positivo para a covid-19 no início deste mês.

De acordo com a Gilead, o medicamento será usado em pacientes com o novo coronavírus que necessitem de hospitalização.

“Sabemos pelo ensaio ACTT-1 que o Veklury leva a uma recuperação mais rápida de cinco dias em pacientes hospitalizados em geral, e uma recuperação mais rápida de sete dias em pessoas que precisaram de suporte de oxigênio no início do estudo”, diz a Gilead em nota.

Segundo a empresa, o medicamento também reduz a probabilidade de pacientes precisarem de suporte de oxigênio novo ou mais intensivo.