Raízen confirma planos de construção de 20 plantas de etanol E2G entre 2030 e 2031

634

São Paulo, SP – A Raízen confirmou seus planos de construção de 20 plantas de etanol de segunda geração (E2G) entre 2030 e 2031, com a produção de 1,6 bilhão de litros por ano, partindo da produção agrícola existente, e contribuição de R$ 5 bilhões e R$ 6 bilhões para o resultado final da companhia, em esclarecimento à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na noite de quarta-feira (13), sobre notícia divulgada na mídia.

“A companhia esclarece que o programa de expansão da produção de E2G integra a estratégia de longo prazo da Raízen e vem sendo consistentemente divulgado ao mercado desde a sua abertura de capital”, diz a empresa.

A companhia esclarece que se tratam de informações disponíveis ao mercado, que podem ser obtidas a partir das seguintes comunicações: do prospecto definitivo da oferta pública de distribuição inicial de ações preferenciais de emissão da Raízen (fl. 19), em seu formulário de referência anual (item 1.3.), nas apresentações de resultado realizadas por ocasião da divulgação das informações trimestrais (Atualizações E2G), no Guia de Modelagem disponibilizado pela companhia e em comunicados ao mercado que informam sobre a execução do referido programa, a exemplo dos divulgados em 11 de maio e 7 de novembro de 2022.