RADAR DO DIA: Bolsa abrirá em queda de olho no coronavírus

209

São Paulo – Após dois fechadas em função do Carnaval, a bolsa brasileira deve operar no campo negativo, em função de uma possível pandemia do Covid-19 -, denominação internacional do novo coronavírus, que se alastrou por países da Europa, principalmente na Itália, onde regiões estão paralisadas por conta do surto.

O surto de coronavírus na Itália continua aumentando, ignorando os esforços para tentar restringir a doença a duas áreas rurais próximas a Milão e Veneza, no norte do país. Os novos casos agora se estendem até a Sicília, no sul, segundo informações da agência de notícias Dow Jones.

A Itália registrava pelo menos 322 casos confirmados do coronavírus até a tarde de terça-feira e o número de mortos no país por causa da contaminação chegava a 11, todas ocorridas entre idosos.

Além disso, o Brasil está na iminência de ter o primeiro caso confirmado. Um homem de 61 anos que mora em São Paulo e retornou recentemente da Itália pode ser o primeiro paciente efetivamente contaminado pelo coronavírus, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, que aguarda o resultado de mais um teste para determinar se de fato houve a contaminação.

O homem viajou para a Itália a trabalho, sozinho, entre 9 e 21 de fevereiro, e apresentou alguns dos sintomas relacionados ao coronavírus – febre, tosse seca, dor de garganta e coriza. Ele foi acolhido na terça-feira, após as 12h, no Hospital Israelita Albert Einstein, que registrou a notificação de caso suspeito do Covid-19 e realizou testes preliminares para detectar se houve a contaminação.

Ainda em relação a doença, o número de mortes na China, epicentro do surto, causadas por infecção pelo novo coronavírus subiu em 52, para 2,715 mil, de acordo com a Comissão Nacional de Saúde. Ao todo, 78,064 mil casos foram confirmados em 31 províncias chinesas, sendo que existem 2,491 mil casos suspeitos.

Na agenda de indicadores, o destaque esta semana será a segunda leitura do Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre de 2019 dos Estados Unidos, além dos pedidos de seguro-desemprego da semana encerrada no último sábado. Internamente, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga os dados da taxa de desocupação referentes a janeiro.

Do lado positivo, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informou que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) e o Serviço de Inspeção e Inocuidade Alimentar (FSIS) abriram o mercado de carne bovina in natura do Brasil para os Estados Unidos.

Na sexta-feira, ante do Carnaval, o Ibovespa encerrou a sessão em queda de 0,78%, aos 113.681,42 pontos, pressionado pelo cenário externo mais cauteloso, diante de preocupações com o coronavírus e dados mais fracos nos Estados Unidos, além do movimento de proteção antes da inatividade de dois dias.

Os mercados asiáticos, por sua vez, fecharam a sessão desta quarta-feira em queda em meio aos temores sobre o aumento de casos de coronavírus não só na China como também na Coreia do Sul e em outros países do mundo. O mercado europeu opera em queda, assim como os futuros das bolsas norte-americanas, diante de possível pandemia da doença após casos de mortes na Europa.

CORPORATIVO

A Cury Construtora, uma joint venture entre a Cyrela e a Cury para aturar no segmento Minha Casa, Minha Vida, solicitou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pedido de registro de companhia de capital aberto, na categoria A, além de oferta pública inicial de distribuição de ações.

O conselho de administração da Yduqs, antiga Estácio, aprovou a captação de até US$ 265 milhões com o Citibank, pelo prazo total de três anos, acrescida pelo spread de 0,60% e 0,70% para o prazo dos recursos.

Os petroleiros e a Petrobras chegaram a um acordo parcial para o encerramento da greve que atinge a empresa desde o dia 1 de fevereiro. A Federação Única dos Petroleiros (FUP) disse que os funcionários da Petrobras, em greve, alcançaram a promessa de que parte de suas reivindicações serão atendidas, o que, segundo a entidade abre espaço para a continuidade das negociações nas próximas rodadas que serão mediadas pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A Petrobras iniciou a fase não vinculante para a venda da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN-III). De acordo com a empresa, os potenciais compradores habilitados nesta fase receberão um memorando descritivo contendo informações detalhadas sobre o ativo, além de instruções sobre o processo de desinvestimento, além de orientações para a elaboração das propostas.

A agência de classificação de riscos Moody’s afirmou que espera um crescimento anual de 7% na produção da Petrobras estre este ano e o próximo, e uma taxa mínima de substituição de reserva de 100% do período.

As ações preferenciais da Companhia Brasileira de Distribuição (Grupo Pão de Açúcar) deixarão de ser negociadas na B3 a partir de 2 de março, devido à conversão dos ativos em ações ordinárias.

O conselho de administração da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) aprovou a concessão de R$ 432,1 milhões em garantias ao Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na operação de empréstimo para a construção das instalações de transmissão do lote E.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) prorrogou até o dia 19 de março o prazo para recebimento de contribuições às consultas públicas que tratam de dados para telefonia móvel, banda larga fixa, TV por assinatura e telefonia fixa, além do acompanhamento econômico-financeiro das prestadoras de grande porte e das concessionárias.