RADAR DO DIA: Investidores de olho em decisões do Fed e do BC

São Paulo – Os principais índices no exterior abrem o dia em tom misto com investidores atentos para a decisão de política monetária do Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos.

O Fed deve manter a política monetária intacta e adiar para agosto ou setembro qualquer sinalização sobre a remoção de estímulos à economia.

Ainda no exterior, presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fará seu primeiro encontro, desde que assumiu o cargo, com Vladimir Putin, presidente da Rússia, em Genebra, na Suíça.

No Brasil, investidores espera a decisão do Banco Central, que deve elevar a taxa básica de juros, a Selic, em 0,75 ponto porcentual, a 4,50%, e indicar se ficou inclinado a apertar mais a política monetária diante dos dados mais recentes sobre a atividade e a inflação.

O Ibovespa deve acompanhar o clima de cautela dos mercados do exterior, digerindo também o anúncio do presidente Jair Bolsonaro sobre a expansão do Bolsa Família para R$ 300 a partir de dezembro.

Na agenda do dia, o destaque vai para a votação da medida provisória de privatização da Eletrobras no Senado, a partir das 16h.

Em âmbito corporativo, a Petrobras concluiu a etapa de validação das inscrições do Plano Petros 3 (PP-3), seu novo plano de previdência, com 2.176 pedidos deferidos.

O conselho de administração da Petrobras autorizou a convocação assembleia geral extraordinária (AGE) para eleição de oito cargos de conselheiros de administração preenchidos pelo processo de voto múltiplo na AGE de 12 de abril deste ano, e concedeu prazo de até 45 dias para a publicação do edital de convocação.

A Caixa Seguridade fechou acordo com a XS4 Capitalização e a Liderança Capitalização para fornecimento, distribuição e venda da Tele Sena, emitido pela Liderança, em casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui.

A agência de classificação de risco Standard and Poor’s (S&P) revisou perspectiva da Gol Linhas Aéreas Inteligentes para estável, de em desenvolvimento, e afirmou rating da companhia em ‘CCC+’, citando a menor pressão de liquidez até 2022 e a continuidade da incerteza sobre a recuperação da indústria e da alta alavancagem da aérea.

A Agência Nacional de Mineração (ANM) manteve a barragem Xingu, da Vale, localizada na mina Alegria, em Mariana (MG), em nível de 2 de emergência – que indica a existência de uma ação para sanar o problema, mas o controle da anomalia não está sendo eficaz -, após realizar fiscalização para verificar risco de rompimento a pedido da Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Mariana.

O conselho de administração da Gol Linhas Aéreas Inteligentes homologou parcialmente o aumento de capital aprovado em 28 de abril, no montante de R$ 422.611.049,43, com a emissão de 171.136.137 ações ordinárias e 12.581.185 ações preferenciais.

O conselho de administração da Minerva aprovou o aumento de R$ 27.947,15 do capital social da companhia, em virtude do exercício de bônus de subscrição pelos acionistas titulares.

A Engie Brasil estendeu em 120 dias a exclusividade concedida à Fram Capital Energy II Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia, no processo de due diligence para aquisição da totalidade da participação acionária da sua controlada Diamante Geração de Energia, detentora do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda.

A TIM concluiu a liquidação da emissão de debêntures simples, em série única, no valor de R$ 1,6 bilhão e com vencimento em 15 de junho de 2028, que se enquadram dentro do projeto de infraestrutura aprovado pelo Ministério das Comunicações em 22 de abril, no valor global aproximado de R$ 5,8 bilhões.

As ações da Ultrapar subiram no pregão de ontem após notícia de uma possível venda da Oxiteno para a empresa tailandesa Indorama, com expectativa de atrair bilhões de dólares ao caixa do grupo.