Produção de petróleo do Brasil recua 4,8% em abril versus março, aponta ANP

119
Agência Nacional do Petróleo (ANP). Crédito: Saulo Cruz/MME.

São Paulo – A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou hoje (6/6) o Boletim Mensal da Produção de Petróleo e Gás Natural de abril de 2024, que traz os dados consolidados da produção nacional. A produção total de petróleo e gás natural foi de 4,054 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d).

Com relação ao petróleo, foram extraídos 3,194 milhões de barris por dia (bbl/d), uma redução de 4,8% na comparação com o mês anterior e aumento de 1,7% em relação ao mesmo mês de 2023.

A produção de gás natural em abril foi de 136,68 milhões de metros cúbicos por dia (m/d). Houve queda de 5,1% frente a março de 2024 e de 3,5% na comparação com abril de 2023.

Pré-sal

A produção total (petróleo + gás natural) no pré-sal, em abril, foi de 3,156 milhões de boe/d e correspondeu a 77,8% da produção brasileira.

Esse número representa uma redução de 5,8% em relação ao mês anterior e aumento de 4,5% na comparação com o mesmo mês de 2023. Foram produzidos 2,488 milhões de bbl/d de petróleo e 106,12 milhões de m/d de gás natural por meio de 146 poços.

Aproveitamento do gás natural

Em abril, o aproveitamento de gás natural foi de 97,1%. Foram disponibilizados ao mercado 44,95 milhões de m/d e a queima foi de 3,92 milhões de m/d. Houve queda de 30,2% na queima, em relação ao mês anterior, e aumento de 1,4% na comparação com abril de 2023.

Origem da produção

No mês, os campos marítimos produziram 97,3% do petróleo e 85,9% do gás natural. Os campos operados pela Petrobras, sozinha ou em consórcio com outras empresas, foram responsáveis por 88,49% do total produzido. A produção teve origem em 6.525 poços, sendo 509 marítimos e 6.016 terrestres.

Campos e instalações

No mês de abril, o campo de Tupi, no pré-sal da Bacia de Santos, foi o maior produtor de petróleo e gás, registrando 722,73 mil bbl/d de petróleo e 34,85 milhões de m/d de gás natural. A instalação com maior produção de petróleo foi a plataforma Petrobras 77, nos campos de Búzios e Tambuatá, com 157.535 bbl/d. Já a instalação com maior produção de gás natural foi o Polo Arara, correspondente aos campos de Arara Azul, Araracanga, Carapanaúba, Cupiúba, Rio Urucu e Sudoeste Urucu, com 8,28 milhões de m/d.

Inclusão da PPSA na tabela de produção

A partir deste mês, a Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA) passa a constar da tabela Distribuição da produção de petróleo e gás natural por consorciado, representando o percentual de petróleo e gás natural referente à União nos contratos de partilha da produção.