Presidente uruguaio diz que acordo comercial entre UE e Mercosul segue vivo

134
Reunião do secretariado do Mercosul / Foto: Mercosul

São Paulo – O acordo comercial entre a União Europeia (UE) e o Mercado Comum do Sul (Mercosul) continua avançando, embora não com a velocidade esperada, disse o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou – que exerce a presidente rotativa do Mercosul – após encontro virtual com a chanceler alemã, Angela Merkel.

“Há poucos minutos falei com a chanceler alemã, Angela Merkel. O acordo está avançando, embora não com a velocidade esperada. Questões ambientais e processuais (além da pandemia) ainda precisam ser resolvidas. Concordamos em fazer o acompanhamento com nossas equipes e avaliar os resultados”, afirmou Lacalle Pou em mensagem no Twitter.

Merkel havia expressado sérias dúvidas sobre o futuro do acordo comercial entre a UE e o Mercosul devido à ameaça ecológica à Amazônia no Brasil.

Na mesma linha, o presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou no ano passado que seu país se opôs ao acordo em função dos incêndios na Amazônia, já que o presidente Jair Bolsonaro “decidiu não cumprir seus compromissos climáticos ou com a preservação da biodiversidade”.

A UE e o Mercosul – formado por Uruguai, Argentina, Brasil, Paraguai e Venezuela (atualmente suspensa) – assinaram um acordo de livre comércio em 28 de junho de 2019 após duas décadas de negociações.

A entrada em vigor do acordo exige ajustes jurídicos e técnicos dos textos e ratificação nos parlamentos dos países do bloco sul-americano, do Parlamento Europeu e dos 28 membros que compõem a UE.