Presidente argentino destaca diferença com credores em nova oferta de dívida

176
Foto: Alexandre Kuyumjian / freeimages.com

Buenos Aires – A Argentina está disposta a chegar a um acordo com os credores para a dívida externa e é por isso que apresentou uma nova oferta, no entanto, as diferenças ainda persistem com os credores, disse o presidente Alberto Fernández, ontem após o término do contrato de confidencialidade.

“A Argentina já fez uma nova oferta. Um contrato de confidencialidade expirou hoje. A Argentina prestou atenção ao que os credores estavam pedindo, mas ainda temos diferenças. Vamos ver se podemos aproximá-los ou não nos próximos dias”, afirmou em um comunicado ao canal “Telefé”.

“Estamos negociando, estamos fazendo um grande esforço”, enfatizou Fernández, mas esclareceu que a nova oferta feita pelo governo aos credores “não está sendo aceita por fundos que, embora não tenham uma grande porcentagem da dívida, influenciam muito a pequenos credores “.

Fernández destacou que a situação padrão “vem de antes”, em referência à herança que ele recebeu do governo Mauricio Macri. “Não é que estejamos mais perto do padrão. Nós recebemos um país em falta”, enfatizou.

Tradução: Julio Viana