Pfizer entregará 1 mi de doses de vacina contra covid em maio

Caixas térmicas contendo vacinas contra covid-19 da Pfizer-BioNTech no centro de distribuição Herba Chemosan / Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – O Brasil vai receber em maio 1 milhão das 15,5 milhões de doses de vacinas da Pfizer contra a covid-19 que estão previstas para o segundo trimestre, afirmou ontem o Ministério da Saúde em nota.

“As vacinas da Pfizer serão entregues aos estados armazenadas entre -25 e -15 graus Celsius – as doses podem ficar nessa faixa de temperatura por até 14 dias. Assim que os imunizantes forem colocados na rede de frio nacional (+2 a +8 graus Celsius), a aplicação na população deve ocorrer em até cinco dias. Devido ao curto espaço de tempo, o Ministério da Saúde está orientando, para essa primeira remessa, que a vacinação com as doses da Pfizer fique restrita às 27 capitais do país”, disse o Ministério.

A distribuição do lote inicial será feita em duas etapas – primeiro com envio aos estados e Distrito Federal 500 mil vacinas destinadas à primeira dose. Uma semana depois, serão enviados os lotes para segunda dose (500 mil restantes). No caso da vacina da Pfizer, o intervalo entre a primeira e a segunda aplicação é de 21 dias.

A recomendação é de que os gestores locais concentrem a aplicação dessas doses preferencialmente em unidades de saúde que possuam câmaras refrigeradas cadastradas na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com sistema de segurança que alerta em caso de problemas, como falta de energia elétrica, por exemplo.

O governo disse também que pretende comprar 183 freezers de ultrabaixa temperatura (-90 a -60 graus Celsius), equipamento mais indicado para o armazenamento das vacinas da Pfizer. O Ministério da Saúde planeja entregar os freezers para as centrais estaduais e os gestores locais vão definir a estratégia de distribuição dos equipamentos em seus territórios.

A previsão é de que o primeiro lote, com 30 freezers, seja entregue em meados de junho. A aquisição é realizada via Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

O Ministério da Saúde adquiriu um total de 100 milhões de doses de vacinas da Pfizer, após acordo fechado com a farmacêutica em março deste ano. A previsão é de que 15,5 milhões de doses cheguem ao Brasil até junho e o restante, até o fim de 2021. A pasta também começou o planejamento para a compra de mais 100 milhões de doses da Pfizer para 2022.