Opep mantém previsão de alta na demanda global por petróleo em 2,2 milhões de bpd

575
Foto: Troy Stoi/ freeimages.com

São Paulo – A demanda mundial por petróleo em 2023 aumentará 2,22 milhões de barris por dia (bpd), ou 2,2%, disse a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) em um relatório mensal, inalterado em relação à previsão do mês passado.

O grupo também manteve sua previsão para o aumento da oferta de petróleo entre países fora da Opep neste ano, em 1,5 milhão de bpd.

Os países que devem mais contribuir para o aumento da oferta em 2023 são Estados Unidos, Noruega, Brasil, Canadá, Cazaquistão e Guiana, informou o relatório. Por outro lado, são esperadas quedas na oferta de Rússia e México.

Segundo a Opep, a demanda da China por petróleo se recuperará este ano devido ao relaxamento das restrições à covid-19 no país e impulsionará o crescimento global.

“O impulso global no quarto trimestre de 2022 parece mais forte do que o esperado anteriormente, potencialmente fornecendo uma base sólida para o ano de 2023”, disse o texto.

“A demanda chinesa por petróleo está a caminho de se recuperar devido ao recente relaxamento das medidas ‘covid zero’ do país”, afirmou em uma seção separada, acrescentando que os planos para expandir os gastos fiscais também devem apoiar a demanda.

A Opep espera que a demanda chinesa cresça 510 mil bpd em 2023. No ano passado, a demanda do gigante asiático pela commodity registrou sua primeira contração em anos devido às medidas de restrição contra a covid-19.

No relatório, o grupo também informou que sua produção de petróleo bruto em dezembro ante novembro aumentou 91 mil bpd, para 28,97 milhões de bpd.