Opep alerta IEA sobre desencorajar investimentos no petróleo

753
Opep
Sede da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), em Viena. Foto: Divulgação/ Opep

São Paulo – O secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Haitham al-Ghais, atacou hoje a Agência Internacional de Energia (IEA), dizendo que a principal autoridade de energia do mundo deve ser “muito cuidadosa” em minar os investimentos da indústria petrolífera.

Haitham al-Ghais disse que apontar o dedo e deturpar as ações da Opep e da Opep+ é “contraproducente”. Ele acrescentou que o influente grupo de 23 países exportadores de petróleo não estava visando os preços do petróleo, mas sim se concentrando nos fundamentos do mercado.

“O que o ano passado nos mostrou é a necessidade de monitoramento contínuo dos fatores que impulsionam a volatilidade nos mercados financeiros relacionados à energia e como isso pode afetar não apenas o curto prazo, mas também o médio e o longo prazo”, disse ele em comentários preparados para um evento da Opep.

Os comentários vieram depois que ontem o diretor-executivo da IEA, Fatih Birol, afirmou que a Opep e aliados, conhecidos como Opep+, precisam ser mais “cautelosos” em relação ao preço da commoddity.

Em uma entrevista concedida à “Bloomberg TV”, Birol afirmou que os preços elevados da energia têm um impacto negativo sobre economias já fragilizadas, sobretudo em países emergentes.

No início de abril, a Opep+ anunciou que eles estavam programados para apertar a produção global em um adicional de 1,16 milhão de barris por dia até o final do ano.