Lula diz que vai acabar com atual política de preços da Petrobras

594
Foto: Shutterstock

São Paulo – O ex-presidente e pré-candidato à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta quinta-feira (3), a uma rádio do Paraná, que pretende acabar com a política de PPI (Preço de Paridade de Importação) praticada pela Petrobras desde 2016. As principais declarações de Lula foram replicadas pelo Twitter do petista.
“Nós não vamos manter o preço da gasolina dolarizado. É importante que o acionista receba seus dividendos quando a Petrobrás der lucro, mas eu não posso enriquecer o acionista e empobrecer a dona de casa que vai comprar um quilo de feijão e paga mais caro por causa da gasolina”, afirmou Lula.
Lula teceu uma série de críticas ao atual presidente do país, Jair Bolsonaro. “Um presidente tem que saber conversar, articular e lidar com os partidos políticos. Um presidente não se rende como Bolsonaro se rendeu. Ele entregou para a Câmara cuidar do Brasil, enquanto ele fica sentado na biblioteca do Palácio do Alvorada contando mentira”, atacou.
Segundo o candidato que lidera as pesquisas eleitorais, “não dá para governar o Brasil só de Brasília. Quem quer governar o Brasil tem que conversar com os prefeitos, que estão mais próximos de onde o povo vive. Não existe país rico com cidades pobres”. Segundo Lula, o Brasil precisa voltar a ocupar um espaço importante. “E isso depende de duas coisas: um governo que tenha credibilidade interna e externa e tenha políticas econômicas previsíveis. Ninguém pode ser pego de surpresa”.
Para o ex-presidente, “na hora que o povo pobre tem recurso, ele vai para o supemercado comprar o que comer, não para o mercado financeiro comprar dólar. Com ele comprando mais, o comércio e a indústria vendem e empregam mais. O povo podia andar de avião, fazer churrasco, cursar faculdade”.
“Nós esperávamos um Brasil desenvolvido em 2022, com 200 anos da independência. E chegamos aqui com uma crise sanitária e um presidente irresponsável, inclusive por ser contra as crianças se vacinarem”, concluiu.
As declarações de Lula fizeram o Ibovespa mudar de direção. Por volta das 11h05, o índice caiu 0,52%, a 111.304 pontos. As ações da Petrobras puxaram o índice para baixo, com o papel ON tendo recuo de 2,35% a R$ 34,82.