Lucro líquido da Totvs cai 17,7% no quarto trimestre e soma R$ 126,2 milhões

162

São Paulo – A Totvs apurou lucro líquido consolidado de R$ 126,2 milhões no quarto trimestre de 2023 (4T23), queda anual de 17,7%, enquanto o lucro líquido dos controladores caiu 20,3%, a R$ 117,6 milhões. Em bases ajustadas, o lucro líquido da Totvs foi de R$ 156,7 milhões no 4T23, 2,3% menor na comparação anual.

“Tivemos diversos elementos que reduziram o resultado de curto prazo. Eles totalizaram cerca de R$34 milhões”, comentou a administração da companhia, no relatório de resultados.

“Em Gestão, tivemos: (i) impactos na Dimensa, que entregou um trimestre fraco, com margem EBITDA inferior a 5%; (ii) flutuações pontuais na linha de contingências; e (iii) o “problema” saudável do aumento do custo do ILP (Incentivo de Longo Prazo) pela valorização das ações. Em Business Performance, tivemos o super bem sucedido RD Summit, com estrutura duas vezes maior do que em 2022 e que contou com uma série de inovações tanto para a RD Station, quanto para todo o ecossistema. Em Techfin, tivemos: (i) a combinação de aspectos sazonais históricos ligados à safra agrícola; e (ii) os efeitos dos ajustes na estrutura de funding, que são extremamente benéficos de maneira geral, mas que podem ter oscilações nesta fase de construção”, explicou a empresa.

O lucro caixa (lucro líquido sem os efeitos das despesas com amortização de intangíveis oriundos de aquisições) de R$170 milhões no quarto trimestre de 2023 (4T23), 2,2% abaixo do registrado no mesmo intervalo de 2022.

Na comparação trimestral, o lucro caixa veio 21% abaixo do 3T23, devido, principalmente: (i) à redução de 9,1% no ebitda ajustado de Gestão + Business Performance; e (ii) à redução de R$9,2 milhões no resultado financeiro.

No acumulado do ano, o crescimento de anual 10,3% do lucro caixa, para R$ 651,5 milhões, se deve, principalmente, ao crescimento de 18% do ebitda Ajustado de Gestão + Business Performance.

A Receita Líquida Consolidada do 4T23 foi de R$1,2 bilhão, aumento de 18% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse avanço da Receita é reflexo: (i) do crescimento de 26% ano contra ano da Receita Saas Gestão; e (ii) do crescimento de 46% ano contra ano da Receita de Business Performance.

No consolidado de 2023, a Receita Líquida atingiu R$4,6 bilhões, crescimento de 18% ano contrato ano principalmente pelo crescimento de 20% das Receitas Recorrentes de Gestão e de Business Performance, que, juntas, representam 84% da Receita da TOTVS, um avanço de 110 pontos base sobre o ano de 2022. Este avanço foi possível, principalmente, pelas receitas de SaaS Gestão, Business Performance e Techfin, que representaram 68% do crescimento de Receita, 8 pontos percentuais acima de 2022. “Lembramos que estes crescimentos são, essencialmente, reflexo de vendas para clientes novos e para a base de clientes, uma vez que a inflação tem caído rapidamente, com o IGP-M operando em território negativo praticamente o ano todo”, comentou a Totvs.

No quarto trimestre de 2023, o ebitda ajustado de R$258 milhões representou uma margem ebitda ajustada de 21%, 350 pontos base abaixo do 3T23 e 200 pontos base abaixo do 4T22. A empresa atribuiu o resultado aos fatores sazonais históricos e os pontuais que impactaram o período, com destaque para: (i) a redução na produção de crédito dos afiliados do Agronegócio no 4T, já que o pico da safra agrícola se dá no 3T; (ii) a realização do RD Summit, evento mais importante da RD Station, que teve uma despesa líquida de R$14 milhões, aumento de 119% quando comparada ao 4T22; e (iii) os Reajustes Salariais, em especial na dimensão de Gestão, nos meses de setembro e outubro, nas operações de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Joinville e Recife, que têm grande representatividade na estrutura de custos.