Lucro da Microsoft sobe 30,11% no 1T21 fiscal, para US$ 13,893 bi

334

São Paulo – A Microsoft reportou lucro líquido de US$ 13,893 bilhões no primeiro trimestre fiscal de 2021, encerrado em 30 de setembro deste ano, o que representa um aumento de 30,11% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já a receita somou US$ 37,154 bilhões, um crescimento de 12,40% na mesma base de comparação.

O resultado da empresa foi puxado pelo forte desempenho do segmento em nuvem
em um momento no qual a Microsoft segue sendo beneficiada pelo trabalho remoto,
que ganhou popularidade com as medidas de isolamento adotadas ao redor do mundo
por conta da pandemia da covid-19.

Por segmento, a receita da área de Inteligência em Nuvem subiu 20% entre julho e setembro na comparação com o mesmo período do ano anterior, totalizando US$ 13,0 bilhões. O destaque foi para produtos de servidores e serviços em nuvem, cuja receita subiu 22,0% em base anual guiadas pelo crescimento de 48,0% do Azure – a plataforma em nuvem da empresa.

“A demanda por nossas ofertas de nuvem impulsionou um forte início do ano
fiscal, com nossa receita de nuvem comercial gerando US$ 15,2 bilhões, um aumento de 31,0% em termos anuais”, disse a vice-presidente executiva e diretora financeira da Microsoft, Amy Hood.

“Continuamos a investir contra a oportunidade significativa que temos pela
frente para impulsionar o crescimento a longo prazo”, acrescentou.

A divisão de Produtividade e Processo de Negócios viu a receita subir 11,0% no primeiro trimestre fiscal de 2021 ante o mesmo período do ano anterior, para US$ 12,3 bilhões. Já a receita com Computação Mais Pessoal aumentou em 6,0% no período em termos anuais, para US$ 11,8 bilhões.