IATA pede redução do preço do combustível de aviação no Brasil

175
Foto: General Eletric

São Paulo, SP – A Associação do Transporte Aéreo Internacional (IATA) está solicitando ao Governo Federal do Brasil e à empresa estatal de petróleo Petrobras que revejam o mecanismo de preços do querosene de aviação no Brasil, que é um dos principais desafios enfrentados pela indústria da aviação no país.

O preço do querosene de aviação no Brasil é excessivamente alto e não reflete a realidade de um país produtor de petróleo. “A posição de monopólio da Petrobras e os custos administrativos adicionais cobrados pelo fornecedor resultam em preços de combustível de
aviação artificialmente inflacionados. Além disso, o governo impõe uma pesada carga tributária sobre o querosene para voos domésticos, o que impacta ainda mais negativamente a competitividade do setor. Consequentemente, o combustível de aviação representa cerca de 40% dos custos totais para as empresas aéreas brasileiras, enquanto a média mundial está atualmente em torno de 30%, em um momento de preços excepcionalmente altos em todo o mundo”, disse Peter Cerda, vice-presidente regional da IATA para as Américas.

Ele acrescentou que “a aviação é um setor vital para a economia e o desenvolvimento social do Brasil. Em 2022, o setor contribuiu com US$ 27,5 bilhões para o PIB do país e gerou 1,1 milhão de empregos. Apesar disso, o Brasil tem um número muito baixo de voos per capita, com 0,4 viagens por ano, o que significa que o brasileiro médio mal faz uma viagem a cada dois anos. Em comparação, o americano médio faz 2,6 viagens por ano, e o português médio faz 4,5 viagens por ano. Com uma população de mais de 200 milhões de habitantes, existe potencial para que mais brasileiros voem, mas o alto custo do querosene de aviação torna as viagens aéreas mais caras impedindo que mais brasileiros possam voar”.

Ao adotar as melhores práticas globais, o Brasil pode impulsionar seu setor de aviação e se beneficiar do aumento da conectividade, do turismo e do comércio. A IATA está pronta para se envolver com as partes interessadas e oferecer sua experiência e apoio para participar desse esforço e ajudar mais brasileiros a ter acesso a viagens aéreas acessíveis.