Governadores democratas reforçam apoio para reeleição de Biden

124
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden / Foto: Casa Branca

Os governadores democratas de Nova York, Minnesota e Maryland anunciaram hoje seu apoio à reeleição do presidente Joe Biden, após uma franca discussão sobre sua performance no debate da semana passada.

“O presidente sempre nos apoiou. Agora é nossa vez de apoiá-lo,” disse o governador de Maryland, Wes Moore, aos repórteres após uma reunião na Casa Branca com Biden e a vice-presidente Kamala Harris, que contou com a presença de 24 governadores democratas e o prefeito de Washington, D.C., alguns participando remotamente.

Moore destacou que os governadores foram honestos ao transmitir o feedback negativo dos eleitores sobre o desempenho de Biden frente ao seu rival republicano, Donald Trump, no debate. Reconheceu que há trabalho a ser feito antes da eleição de 5 de novembro, mas afirmou que Biden está determinado a continuar na corrida.

“O presidente é nosso candidato. Ele é o líder do nosso partido,” enfatizou Moore, em meio a crescentes discussões entre os democratas sobre a permanência de Biden, de 81 anos, na disputa.

A governadora de Nova York, Kathy Hochul, expressou confiança após a reunião, assegurando que todos os governadores estão comprometidos com a vitória de Biden. “Ele está nisso para ganhar,” declarou.

O governador de Minnesota, Tim Walz, presidente da Associação dos Governadores Democratas, admitiu que o desempenho de Biden no debate foi ruim, mas reafirmou sua convicção de que Biden é apto para o cargo.

“Estamos preocupados porque a ameaça de uma presidência Trump não é teórica,” acrescentou Walz, lembrando do caos e da destruição durante o mandato anterior de Trump.

Embora quase uma dúzia de líderes estaduais tenha participado da reunião pessoalmente, apenas três falaram com os repórteres posteriormente.

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, presente no encontro, compartilhou sua reação nas redes sociais: “O presidente está completamente comprometido. Eu também estou.”

A campanha de Biden reiterou a determinação do presidente em “derrotar a ameaça existencial de Donald Trump nas urnas em novembro,” destacando a importância de eleger democratas em todos os níveis.

“Todos os participantes reafirmaram seu compromisso em fazer tudo o possível para garantir que o presidente Biden e a vice-presidente Harris vençam Donald Trump em novembro,” concluiu a campanha.