Energisa reporta expansão de 0,7% no consumo de energia em março

São Paulo – O volume consumido de energia consolidado nas distribuidoras da Energisa cresceu 0,7% em março, para 3.132,8 gigawatt-hora (GWh), com queda de 2,4% entre os clientes cativos e alta de 16,3% no mercado livre, na comparação com o mesmo mês de 2020, impulsionado pelas classes industrial, residencial e rural, calendário de faturamento e clima quente em algumas regiões do País, como a Sudeste.

No mês passado, a classe residencial cresceu 3,8%, para 1239,4 GWh, enquanto o segmento industrial registrou alta de 4,1% (638,9 GWh) e o rural teve elevação de 2,9% (299,4 GWh). O segmento comercial teve queda de 5,5% (581,4 GWh).

No primeiro trimestre, o consumo total atingiu 9.179,3 GWh, queda de 0,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, com queda de 3,3% entre os clientes cativos e alta de 12,1% no mercado livre, devido à ausência de impacto da pandemia no início de 2020 em comparação com 2021, que sentiu o maior impacto negativo no segmento comercial e positivo no industrial.

No trimestre, a classe residencial cresceu 1,1%, para 3596,1 GWh, enquanto o segmento industrial registrou alta de 2,3% (1844,2 GWh) e o rural teve elevação de 2,6% (890,9 GWh). O segmento comercial recuou 8,8% (1688,4 GWh).