Eletrobras pede registro de empresa aberta para CGT Eletrosul e Eletronorte

225
Foto: Divulgação/Eletrobras/Claudio Ribeiro

São Paulo, SP – A Eletrobras informou que protocolou na CVM pedido de registro de emissor de valores mobiliários (companhia aberta) categoria B das subsidiárias integrais Companhia
de Geração e Transmissão de Energia Elétrica do Sul do Brasil Eletrobras CGT Eletrosul e
Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. Eletrobras Eletronorte.

Caso deferido pela CVM, o registro de companhia aberta categoria B autorizará a Eletrobras CGT Eletrosul e a Eletrobras Eletronorte distribuir publicamente valores mobiliários de sua emissão (exceto ações e certificados de depósitos de ações ou valores mobiliários conversíveis em ações ou que garantam o direito de adquirir ações) para um público-alvo mais amplo, bem como negociá-los com maior liquidez em mercados regulamentados de valores mobiliários.

A Eletrobras esclarece que o processo de registro de companhia aberta categoria B dessas companhias tramitará junto à Superintendência de Relações com Empresas CVM, de forma independente e desvinculado das ofertas públicas de distribuição de debêntures de emissão da Eletrobras CGT Eletrosul e da Eletrobras Eletronorte, que ocorrerão sob o rito de registro automático perante a Superintendência de Registro de Valores Mobiliários CVM, destinadas exclusivamente a investidores profissionais, nos termos do fato relevante divulgado pela Eletrobras em 27 de março de 2024.