Desktop fixa preço da ação em R$ 23,5 e levanta R$ 822,5 milhões em IPO

Foto: Tan Aikhong / freeimages.com

São Paulo – A provedora de serviços de Internet Desktop precificou o preço das ações de sua oferta pública inicial (IPO) em R$23,50, um pouco acima do piso da faixa indicativa de R$ 23 a R$ 28,levantando R$ 822,5 milhões com a distribuição primária de cerca de 35 milhões de ações. O anúncio de início deve ser publicado nesta terça-feira (20) e a negociação dos papéis na bolsa no dia 21, sob o ticker ‘DESK3’.

A oferta foi coordenada por Itaú BBA, UBS BB, BTG Pactual e Bradesco BBI, e foi lançada pela Desktop, em conjunto com o fundo de investimentos Makalu Brasil Partners I e os acionistas pessoas físicas.

Segundo o prospecto, previa uma distribuição primária e secundária de, inicialmente, 30,435 milhões de ações ordinárias e secundária de até 6,087 milhões de ações ordinárias.

A empresa tem como foco a prestação de serviço de internet banda larga com tecnologia de fibra óptica de alta velocidade voltada para o consumidor pessoa física e destinará os recursos da oferta primária para crescimento orgânico, aquisições e reforço de caixa, enquanto os da secundária serão integralmente repassados aos acionistas vendedores.

A companhia divulgou prospectos preliminares da oferta em 28 de junho e em 14 de julho, com alterações, como potenciais impactos de despesa da outorga e exercício de opções recentemente ocorridos, e o cancelamento da emissão de debêntures conversíveis em ações ordinárias, no valor de R$213,3 milhões, aprovado em assembleia no dia 13, com o objetivo de deixar claro que não haveria impacto na capitalização ou no seu endividamento.