Confiança da construção mantém-se no maior nível desde março de 2014

600

São Paulo – O Índice de Confiança da Construção (ICST) subiu pelo quarto mês consecutivo em agosto, avançando 0,6 ponto em relação a junho, para 96,3 pontos, conforme dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Com isso, o indicador permanece no nível mais alto desde março de 2014.

“Os empresários da construção ajustaram suas expectativas de melhoria contínua dos negócios”, avaliou Ana Maria Castelo, coordenadora de projetos da construção do FGV IBRE. De acordo com ela, os empresários do setor “não ficaram pessimistas” e “ainda estão otimistas com a demanda dos próximos meses”.

O resultado reflete a melhora da avaliação dos empresários em relação ao presente. Em base mensal, o Índice da Situação Atual (ISA-CST) avançou 2,5 pontos em agosto, a 91,9 pontos, enquanto o Índice de Expectativas (IE-CST) cedeu 1,3 pontos, a 100,9 pontos.

Já o Nível de Utilização da Capacidade (Nuci) da construção teve queda de 0,6 ponto percentual (pp), a 73,1%, refletindo a piora do sub-índice de mão de obra.

A edição deste mês da confiança da do setor de construção coletou informações de 604 empresas entre os dias 2 e 24 de agosto. A próxima divulgação da sondagem industrial ocorrerá em 27 de setembro.