Ciro Nogueira confirma convite para ser ministro da Casa Civil

O senador Ciro Nogueira (PP-PI). (Foto: Foto: Roque de Sá / Agência Senado)

São Paulo – O senador Ciro Nogueira (PP-PI) confirmou no Twitter que foi convidado pelo presidente Jair Bolsonaro para ser ministro da Casa Civil, cargo ocupado atualmente por Luiz Eduardo Ramos. “Muito feliz em fazer parte desse grande time de ministros, trabalhando unidos, sob a liderança do PR Jair Bolsonaro, pelos brasileiros. Tenho certeza também de que contaremos com o apoio do meu querido amigo Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, nessa honrosa missão”, afirmou o senador.

Ramos, atual chefe da Casa Civil, também publicou mensagem no Twitter confirmando que Nogueira será o novo ministro. “Seja bem-vindo, Ciro Nogueira, ao time Jair Bolsonaro. Desejo muito sucesso na Casa Civil. Agradeço aos servidores que estiveram comigo nessa jornada e sigo em nova missão determinada pelo PR na Secretaria-Geral. Tenham certeza que mais uma vez darei o meu melhor em defesa do Brasil”, afirmou.

A troca de comando na Casa Civil já era esperada, e deve ser sucedida por uma dança nas cadeiras no Planalto. Ramos irá para a Secretaria-Geral da Presidência, conforme sua mensagem no Twitter, e há expectativa que o atual ministro da pasta, Onyx Lorenzoni, comande a nova versão do Ministério do Trabalho – incorporado ao Ministério da Economia durante o governo Bolsonaro.

Há rumores também de que os partidos aliados ao presidente estariam pressionando pela criação do Ministério do Planejamento, mas a consultoria Eurasia considera pouco provável que este plano siga adiante.

“Continuará havendo pressão dos congressistas aliados para ganhar mais controle sobre os recursos e aumentar as chances de reeleição, como mais controle sobre o orçamento e sobre a execução de emendas sob um novo ministério. Mas remover do portfólio de [Paulo] Guedes esta parte seria um impacto muito mais significativo ao seu poder e portanto é uma linha que o presidente não cruzará, pelo menos no médio prazo. Trazer Nogueira à bordo para aplacar parte das demandas de congressistas já deve dar a Bolsonaro algum espaço para poupar Guedes”, disse a Eurasia, referindo-se ao ministro da Economia.