Casos globais de covid-19 passam de 44,6 milhões, diz Johns Hopkins

238
Foto: Shutterstock

São Paulo – O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no mundo superou 44,6 milhões, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, e agora soma 44.644.423. As mortes globais por covid-19 totalizam 1.176.328.

Nos Estados Unidos, país que possui o maior número de contaminações e de mortes no mundo, as infecções somam 8.873.861. O país reportou 73.240 novos casos da doença em 24 horas, acima dos 66.817 registrados um dia antes. As mortes por covid-19 totalizam 227.897.

Depois dos Estados Unidos, a India tem o maior número de infecções provocadas pelo novo coronavírus, com 8.040.203 casos e 120.527 óbitos. O Brasil, que aparece em terceiro lugar em número de casos de covid-19, tem 5.468.270 infectados. As mortes no país totalizam 158.897.

Na Europa, a França tem o maior número de casos, com 1.80.215 infecções e 35.582 mortes, seguida pela Espanha, com 1.244.242 casos e 35.823 óbitos pela doença, e Reino Unido, com 945.384 infecções e 45.765 mortes por covid-19.

A França emergiu como o epicentro da segunda onda de casos na Europa, pressionando o governo a adotar restrições mais severas, como um novo bloqueio nacional passando a valer a partir de amanhã. No início deste mês, as autoridades francesas já haviam ordenado um toque de recolher noturno na região de Paris e em nove outras cidades.

A Espanha, por sua vez, declarou no domingo estado nacional de emergência por ao menos 15 dias e impôs toque de recolher noturno, além de restrições de viagens entre algumas regiões do país. As autoridades regionais são responsáveis pelas restrições em seus territórios

O sistema de contagem da Johns Hopkins compila informações da Organização Mundial da Saúde, do Centro de Controle de Doenças norte-americano e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças europeu, além de relatos da mídia, departamentos locais de saúde e comunicados online de médicos e outros profissionais da saúde.