BofA acredita que ampliação da concorrência não afetará desempenho da B3

750

São Paulo, SP – O Bank of America (BofA) divulgou hoje uma análise sobre as perspectivas para a B3, destacando a compra da Americas Trading Group (ATG), plataforma de negociação de ativos financeiros, pelo fundo Mubadala Capital, de Abu Dhabi. O mesmo fundo também adquiriu uma rodada de R$ 550 milhões na Cerc, registradora de recebíveis (como cartão de crédito e duplicatas).

“Embora a Cerc atualmente opere o registro de cartões de crédito e duplicatas, o aumento de capital pode impulsionar o desenvolvimento de novos negócios, como o registro de financiamento de veículos e crédito imobiliário, atualmente operados pela B3, explicou o BofA.

A Cerc já solicitou uma licença de depositário e compensação do Banco Central do Brasil, sugerindo potencial expansão em um negócio atualmente operado exclusivamente pela B3.

“Acreditamos que a B3 enfrentará eventualmente a concorrência em alguns de seus principais negócios, mas a administração vem se preparando para esse evento, melhorando o relacionamento com os clientes e diversificando sua receita. Além disso, a experiência recente no México mostra que o desenvolvimento de uma nova bolsa é desafiador, pois a Bolsa Institucional de Valores (Biva) levou mais de quatro anos para atingir cerca de 10% de participação de mercado na negociação de ações”, ponderou a análise.

Por fim, a corretora manteve recomendação de compra da B3, com preço-alvo de R$ 15, diante do mix oferecido pela companhia, além de, atualmente, a ação está sendo negociada a 13,5x P/L 2023, um desconto de 38% para os pares internacionais e acima de seu desconto histórico médio de cerca de 20%.