Banco do Brasil e Caixa participam do “Dia D” do Desenrola Brasil nesta quarta-feira (22)

284
Imagem: Shutterstock

São Paulo – Nesta quarta-feira, 22, o Banco do Brasil participa do Dia D do Desenrola – Faixa 1, um “mutirão” anunciado pelo governo federal para Na quarta-feira (22), o governo federal promove o Dia D Mutirão Desenrola, ação em parceria com organizações da sociedade civil, bancos e outros credores para fomentar as renegociações de débitos e ampliar o alcance do programa. O BB promove divulgação e apoio aos clientes, incluindo abertura de mais de quatro mil pontos de atendimento ao público uma hora mais cedo e as “Carretas BB”, unidades de atendimento itinerante do banco.

O Desenrola Faixa 1 está em funcionamento desde 9 de outubro e neste período, já foram atendidos mais de 100 mil clientes do BB, que renegociaram ou pagaram à vista seus débitos. Para a presidenta do BB, Tarciana Medeiros, “o mutirão é importante para ampliar ainda mais a recuperação de créditos, que tem permitido que os clientes voltem ao mercado de consumo e que contribui para dar dinamismo à economia”, afirma. “Apoiamos o Desenrola, acreditamos no programa e vamos abrir mais cedo, oferecendo apoio à população que precisa renegociar suas dívidas”, completa Tarciana.

A partir da última segunda-feira, 20, o público do Desenrola Faixa 1 teve sua terceira ampliação por conta da inclusão do grupo contemplado de clientes com dívidas entre R$ 5 mil e R$ 20 mil, passando o Banco a contar com 2,5 milhões de clientes habilitados ao parcelamento.

A Faixa 1 oferece aos participantes do programa condições diferenciadas que estarão em vigor até o dia 31/12/2023. Destaque para os descontos BB de até 99%, taxa de juros de até 1,99% a.m., prazo de até 60 meses, sem entrada, e com prazo de pagamento da primeira parcela entre 30 e 59 dias.

BB já renegociou quase R$ 19 bilhões

Aproveitando a força do programa, o BB e a Ativos S/A ampliaram o alcance das condições negociais diferenciadas do Desenrola Faixa 2 aos demais públicos Varejo. Desde o dia 17 de julho, o conglomerado Banco do Brasil já renegociou quase R$ 19 bilhões, sendo cerca de R$ 17,5 bilhões diretamente via BB, e a empresa Ativos S.A. renegociou outros R$ 1,3 bi. No total, 900 mil clientes do BB e mais de 876 mil clientes da Ativos S.A. tiveram acesso a condições especiais para renegociação de suas dívidas. Dentre as micros e pequenas empresas, 65 mil micro e pequenos empresários já renegociaram aproximadamente R$ 5 bilhões pelo BB e a Ativos alcançou o volume de mais de R$ 184 milhões para MPE.

CAIXA

Nesta quarta (22), todas as agências da Caixa Econômica Federal (Caixa) abrirão uma hora mais cedo, como parte da ação “Dia D”, o mutirão do Programa Desenrola Brasil, iniciativa do governo federal. Nesse dia, as unidades do banco estarão disponíveis para atendimentos especializados relacionados ao Desenrola Brasil, à negociação de dívidas do FIES e informações sobre a quitação de contratos do Minha Casa, Minha Vida para quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou Bolsa Família.

O Programa Desenrola Brasil incluiu, em 20 de novembro, nova condição aos clientes com contratos em atraso entre R$ 5 mil e R$ 20 mil. Os clientes enquadrados no programa poderão optar por parcelar seus contratos em atraso com condições especiais.

O objetivo do “Dia D Mutirão Desenrola” é estimular a negociação de contratos em atraso, ampliando o alcance do programa e promovendo a redução do endividamento da população. Além dos descontos oferecidos, o cliente pode parcelar suas dívidas sem entrada e em até 60 meses, o que permite restabelecer sua capacidade financeira e iniciar 2024 com um melhor planejamento.

Cia renegocia R$ 5 bi no Desenrola Brasil

Até esta segunda-feira (20), a Caixa regularizou no Desenrola 273.550 contratos comerciais em atraso de 215.216 clientes, totalizando R$ 5,02 bilhões negociados.

A primeira etapa do programa, chamada de Faixa 2, contempla contratos em atraso das instituições financeiras. Na Caixa, são ofertadas condições com desconto de até 90% para pagamento à vista, sendo possível também o parcelamento da dívida em até 120 meses, com entrada e primeiro pagamento para 30 dias.

A Faixa 1 do programa teve início, em 9 de outubro, permitindo aos clientes o pagamento à vista ou parcelado conforme as regras do Desenrola.

Além das oportunidades negociais do Desenrola Brasil, a Caixa também disponibiliza aos clientes pessoa física e jurídica alternativas negociais por meio da campanha “Tudo em Dia Caixa”, que oferece condições especiais para negociação de créditos comerciais à vista com até 90% de desconto ou condições de parcelamento em até 120 vezes, com entrada mínima de 10% para clientes em atraso.

Os créditos habitacionais em atraso também contam com alternativas especiais para negociação, tais como incorporação e pausa. As condições estão disponíveis conforme perfil do contrato e do cliente.

As agências também funcionarão em horário estendido para que os estudantes tirem dúvidas sobre a renegociação de seus contratos FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) com a Caixa. Os descontos podem chegar a até 99% do total devido. O banco já registrou mais de R$ 2,99 bilhões em dívidas negociadas desde o dia 7 de novembro, com um total de R$ 2,54 bilhões em descontos. Cerca de 61,1 mil estudantes solicitaram adesão à renegociação e o desconto médio é de 85,21% sobre os valores originais.

Toda a renegociação pode ser feita de maneira 100% digital pelo aplicativo FIES CAIXA e pelo portal SifesWeb. O atendimento também pode ser realizado nas agências do banco.

As condições para renegociação são válidas até 31 de maio de 2024 e consideram a posição de atraso da dívida no dia 30 de junho de 2023:

0 a 90 dias de atraso: 12% de desconto para quitação do saldo devedor à vista. Para aderir nesta modalidade, é necessário estar adimplente na data da adesão Mais de 90 dias de atraso: 12% de desconto para quitação do saldo devedor à vista ou reparcelamento em até 150 prestações mensais com a redução de 100% dos juros e multa por atraso Mais de 360 dias de atraso (devedor cadastrado no CadÚnico em 30 de junho de 23 ou beneficiário do Auxílio Emergencial 2021): desconto de 99% do valor consolidado da dívida no pagamento à vista, ou em 15 vezes para contratos com a última parcela do contrato com mais de cinco anos de atraso. Desconto de 92% do valor consolidado da dívida no pagamento à vista, ou em 15 vezes para contratos com a última parcela gerada há menos de cinco anos Mais de 360 dias de atraso (que não se enquadre nas condições acima): até 77% de desconto do valor total da dívida, para quitação à vista ou em 15 vezes. Em caso de parcelamento, a parcela deverá ser de, no mínimo, R$ 200.

Durante o mutirão, os empregados da CAIXA prestarão esclarecimentos sobre a liquidação de contratos da Faixa I do Programa Minha Casa, Minha Vida, conforme Portaria 1248/2023 do Ministério das Cidades. O banco já iniciou a quitação dessas dívidas para os clientes beneficiários do Bolsa Família ou que façam jus ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) presentes na base de inscritos até a data de publicação da portaria, dia 28 de setembro de 2023.

Clientes que acessaram imóveis com recursos do Governo Federal por meio do FAR e FDS, que já pagaram 60 ou mais parcelas de seu financiamento também terão os contratos quitados, de acordo com os termos da Portaria 1.248/2023, assim como os contratos celebrados no âmbito do MCMV Rural (antigo PNHR) com ao menos 1 parcela paga. Ao todo, serão mais de 700 mil contratos quitados até o dia 28 de março de 2024.

Não é necessário solicitar a quitação dos contratos. O processo será realizado de maneira automática. No entanto, o cliente pode ir até as agências da CAIXA a qualquer momento para verificar se o seu contrato está dentro das regras da portaria.