Banco Central da Rússia mantém taxa de juros em 16%

197
Banco Central da Rússia | Foto: Kuba/Wikimedia Commons

O Banco da Rússia, o banco central do país, anunciou hoje a manutenção da taxa básica de juros 16% ao ano pela segunda vez consecutiva, conforme o esperado.

“Em 22 de março de 2024, o Conselho de Administração do Banco da Rússia decidiu manter a taxa básica em 16% ao ano”, afirmou o comunicado.

O retorno da inflação na Rússia à meta implica um longo período de manutenção de condições monetárias rígidas na economia, acrescentou o banco.

“O retorno da inflação à meta em 2024 e sua estabilização posterior próxima a 4% pressupõem que condições monetárias rígidas serão mantidas na economia por um longo período. De acordo com a previsão do Banco da Rússia e dada a postura da política monetária, a inflação anual cairá para 4,04,5% em 2024 e se estabilizará próxima a 4% posteriormente”, diz o comunicado.

“Há poucos sinais nas comunicações de um abrandamento no tom agressivo do banco central e qualquer sugestão ainda de que este esteja tentando reverter o aperto monetário agressivo que impôs no ano passado. Os últimos dados de inflação têm sido encorajadores, mas o banco central aguarda um novo abrandamento das pressões sobre os preços. Ainda pensamos que a inflação terminará o ano acima da meta de 4,0-4,5% do banco central devido ao rápido crescimento econômico e à política fiscal frouxa, mas parece-nos mais provável que o banco central possa iniciar um ciclo de flexibilização no terceiro trimestre, uma vez que a inflação atingiu claramente um pico”, afirma Liam Peach, economista de mercados emergentes da Capital Economics.