Banco central da Colômbia reduz taxa de juros em 0,25 pp para 1,75%

159

Buenos Aires — O Conselho de Administração do Banco da República da Colômbia decidiu reduzir a taxa de juros em 0,25 pontos percentuais (pp), passando-a para 1,75% em uma votação de 4 votos a 3 na reunião de política monetária realizada na tarde de sexta-feira passada.

A decisão de reduzir a taxa de juros em um quarto de ponto percentual foi aprovada por 4 membros do Conselho de Administração. Os membros restantes votaram para não alterar a taxa, disse o comunicado do banco.

O texto explica que “a inflação em agosto ficou em 1,88% e a inflação excluindo alimentos e administrados em 1,57%. As expectativas de inflação das pesquisas ao final de 2021 são de 2,75% enquanto a As expectativas de dois anos obtidas com os títulos de dívida são de 2,05%”.

“Em resposta ao relaxamento das medidas de isolamento, verifica-se um ritmo mais lento de deterioração da atividade económica, embora a atividade económica continue a contrair. Nesta linha, a equipa técnica do Banco da República estima que a economia irá contrair entre 6% e 10% em 2020”, acrescentou o comunicado.

Por outro lado, os dirigentes explicaram que embora os dados de julho refletam uma ligeira melhoria da taxa de desemprego a nível nacional (19,8%), revelam uma deterioração acentuada do mercado de trabalho e do rendimento disponível das famílias.

“A maior parte das taxas de juros do sistema financeiro tem incluído de forma importante a redução da taxa de política monetária, em um contexto em que há aumentos nos volumes de crédito comercial e ao consumidor”, indicaram.

Por fim, argumentaram que as condições financeiras externas continuam favoráveis necessidades de financiamento externo.
“Nessas condições, o balanço de riscos da política monetária sugere a conveniência de reduzir a taxa de juros”, conclui o texto.

Tradução: Júlio Viana