Bahia Geração de Energia, da Neonergia, vence leilão da CEB

312
Foto: Alain Schroeder/União Europeia

São Paulo – A Bahia Geração de Energia, empresa do grupo Neoenergia, venceu o leilão de privatização da Companhia de Eletricidade de Brasília (CEB) ao apresentar proposta de R$ 2,515 bilhões, com ágio de 76,3% acima do valor mínimo estipulado de R$ 1,4 bilhão por 100% das ações da empresa.

Também participaram do evento a CPFL Energia, que apresentou proposta de R$ 2,508 bilhões e a Equatorial Energia, que ofereceu R$ 1,485 bilhão.

Após a confirmação do vencimento do leilão, as ações da Neoenergia passaram a registrar queda na bolsa de valores. No momento os papeis registram baixa de 5,58%.

No processo, o BNDES foi contratado pelo governo do Distrito Federal para coordenar a privatização da empresa. O leilão de privatização foi realizado menos de 11 meses após a contratação dos consultores pelo BNDES.

“Além de gerar R$ 2,5 bilhões para o caixa do estado, vai trazer R$ 5 bilhões em investimentos para a região, beneficiando 3 milhões de pessoas”, afirmou o presidente do BNDES, Gustavo Montezano

“Concluímos em cerca de 11 meses uma privatização extremamente bem fundamentada”, disse o presidente da CEB-D, Edison Garcia, ao falar da rapidez e qualidade da estruturação da operação.

Fundada em 1968, originalmente sob o nome Companhia de Eletricidade de Brasília, a CEB Holding conta com 10 subsidiárias, incluindo a CEB-D.