Ações da BRF sobem mais de 10% e entram em leilão com China e rumores de fusão

Foto: Sergio Roberto Bichara / freeimages.com

São Paulo – As ações da BRF registram a maior alta do dia no Ibovespa. Às 14h51 (horário de Brasília) os papéis da empresa subiam 10,62%, a R$ 27,15 e entraram em leilão.

Segundo a Eleven Financial Research, a onda positiva pode ser efeito do anúncio da companhia de querer aumentar a participação no mercado chinês, que representa hoje mais de 30% de suas exportações para a Ásia.

O presidente da BRF, Lorival Luz, participou do Diálogo Brasil-China em Agricultura Sustentável, e destacou o desafio da empresa para produzir mais para o mercado chinês.

“Como um player global, temos o desafio de produzir alimentos para uma população mundial que deve chegar a quase 10 bilhões em 2050”, disse.

Também nesta semana, a empresa anunciou um investimento R$ 319 milhões em modernização e ampliação da produção de sua unidade em Uberlândia, em Minas Gerais.

A aplicação de recursos será direcionada para a transformação digital da unidade local e para o aumento da diversificação do portfólio de alto valor agregado.

A Genial aponta que ao longo da semana as ações da Marfrig e BRF valorizaram devido ao reflexo de rumores de fusão entre as companhias, que voltaram a circular com força no mercado hoje, repetindo o que já havia ocorrido há cerca de dois anos atrás, além da suspensão das exportações de carne por um mês pelo governo da Argentina para tentar conter a inflação do país, que impactou negativamente as as ações da Marfrig e da Minerva.